Empresas Júnior preparam estudantes da graduação para o mercado de trabalho

Uma Empresa Júnior pode ser uma boa experiência para quem quer dar os primeiros passos na vida profissional! Ela é capaz de inserir o estudante no mercado de uma maneira eficiente. Geridas por estudantes que estão na faculdade, essas organizações têm como objetivo executar projetos de consultoria na área de formação dos graduandos. Sem fins lucrativos para os empresários juniores, os fundos de investimento gerados servem para serem reinvestidos em capacitação.

É uma grande oportunidade de pôr a mão na massa, mesmo. O estudante pode praticar o que aprende em sala de aula prestando serviços e adquirindo muito mais experiência. Ter um cargo de gestão, por exemplo, traz mais autonomia e segurança. Isso significa que mercado e aluno estarão muito mais próximos e sintonizados quando ele encerrar seu período como empresário júnior.

Para Maria, ter liberdade para tomar decisões deixa os integrantes da Empresa Júnior mais seguros para enfrentar o mercado (Foto: Arquivo Pessoal)Para Maria, ter liberdade para tomar decisões deixa os integrantes da Empresa Júnior mais seguros para enfrentar o mercado (Foto: Arquivo Pessoal)

Para Maria, ter liberdade para tomar decisões deixa os integrantes da Empresa Júnior mais seguros para enfrentar o mercado (Foto: Arquivo Pessoal)

E os empregadores, não só valorizam, como enxergam com bons olhos os alunos que chegam ao final da vida acadêmica com passagem pela Empresa Júnior. Em Pernambuco, a Projetus JR Consultoria, na Faculdade Frassinetti do Recife (Fafire), atua há 12 anos no mercado e conta com 12 estudantes. A organização está dividida em três áreas: Marketing, Recursos Humanos e Financeiro.

Para o professor-coordenador do projeto, Hernando Silvestre, o mais importante é a troca de conhecimento entre os alunos, que vivenciam a interdisciplinaridade. “A faculdade dá todo o suporte, mas eles têm personalidade jurídica e cuidam dos seus próprios recursos, prestando um ótimo serviço para a comunidade”, afirma o coordenador. Para ele, essa experiência faz o estudante chegar ao mercado de trabalho com um grande diferencial.

“Eles vivenciam a teoria e criam responsabilidades. Ou seja: têm algo a mais”, acredita Hernando Silvestre.

Fundada em 1999, a empresa está sempre se renovando. “Como os alunos têm boa empregabilidade, é normal circular muitas pessoas. Mas alguns voltam para serem conselheiros dos empresários juniores e compartilharem essa experiência”, relata Silvestre.

Um passo à frente na carreira

Maria Luiza Siqueira cursa o 7º semestre de Administração de Empresas na Fafire e, embora ainda tenha um caminho pela frente na graduação, já tem experiência de uma profissional diplomada. É que ela é a presidente da Projetus JR Consultoria.

Para a estudante, o networking é um dos grandes benefícios de fazer parte deste ambiente empresarial. A experiência adquirida neste período traz mais segurança para encarar os desafios profissionais além da faculdade, pois há total liberdade para tomada de decisões, ao contrário do estágio, por exemplo.

“Aqui a gente tem liberdade de tomar as nossas próprias decisões e acabamos em contato com grandes gestores. Além disso, tem uma fatia de mercado que conseguimos nos infiltrar”, comemora.

Invista na sua carreira

Para participar de uma Empresa Júnior você precisa estar matriculado em uma faculdade. E hoje existem muitas maneiras de fazer com que a graduação caiba no seu orçamento. Uma delas é o Educa Mais Brasil, que oferece bolsas de estudo de até 70% para quem não pode pagar uma mensalidade integral. O programa já aprovou cerca de 450 mil alunos em mais de 18 mil instituições parceiras em todo o Brasil. Você pode se inscrever sem custo algum. Informe-se através do site www.educanaisbrasil.com.br.

Fonte: g1

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *